2019: Marte

Luta é Diferente de Guerra .

– O Ano 2019.

Enquanto que para a Astrologia o ano de 2018 ainda passeia no seu último trimestre, o calendário gregoriano o encerra e isso provoca reações em nós passageiros, como um olhar para dentro, por exemplo.  

Mas a reação comum é “encharcar o bico” para se evitar essa reflexão de fim de ano. Como bem diriam netunianos: “Inferno é a vida sem drogas! ”. Mas aos que ousam lidar sóbrios com o silêncio interior há vantagens. Reconhecer o que deve ser deixado para trás ou mantida a perseverança são questões que favorecem o sentido de renovação de um novo ano que se aproxima.  

2018 segue sob o impulso de Júpiter, o exagerado, enquanto 2019 receberá, a partir de 21 de março, seu filho Marte que além de exagerado como o pai, também é impulsivo e desavisado; faz confusão entre luta e guerra.

Não é boa notícia confusão desse porte pois guerra suspende o diálogo, e sem o outro, as bobagens só aumentam. Quando Krishna no texto hindu Bhagavad Gita diz: – “Vai e lute! Cumpre teu Karma! ”, o contexto reverencia a profunda luta que travamos em lidar com nosso aspecto mais humano que contrapõe o egoísmo. Por isso mesmo – e na maioria das vezes – a luta se transforma em guerra.

Na tentativa de dissolver, digerir e eliminar, os próprios males são expurgados pelo ódio contido na impotência ou limitação de não conseguir resultados de fato transformadores em nós mesmos. A sombra permanece e tende a se expandir cada vez mais. É dela que surge a tirania, a corrosão e as camuflagens cínicas e hipócritas, com bom espaço para transtornos psíquicos sérios, o que já inclui o mau-caratismo. Tudo começou com o medo, o medo de se desbravar.    

Quando a guerra se inicia alcança-se o ponto da degradação humana. A singela consciência é engaiolada, e uma vez néscios, também nos tornamos marginais do nosso próprio espírito.

Por isso é muito importante a reflexão sobre nossa luta ou guerra interior, já que 2019 está sob a insígnia do impulso que age sobre o fluxo das consequências de nossas ações anteriores.

Marte

Marte é o planeta regente de Áries, o primeiro signo da Roda Zodiacal: O que seria da vida sem Áries?!! Simplesmente a Roda não giraria. Áries é da arrancada, onde toda continuidade o deprime: precisa do novo! O impulso ariano que surge da energia de luta de Marte, Senhor do Combate, consolida maior risco de consequências desastrosas. O signo em si é dado como o que mais está propenso a acidentes de toda ordem. A Casa Astrológica que contém o planeta Marte sempre estará repleta de energia para ação. Marte só fica manso quando está em Libra, signo oposto a Áries, onde torna-se diplomático sem perder o sabor da luta por acentuar o desejo por conforto e segurança.

Marte em evidência no Mapa Astral cativa pois é cheio de ferro, elemento contido no sangue, lembrando o fogo da vida. Nesse caso, seu representante arquetípico Áries está para ser a chama do fogo: quem não se atrai por uma?

A internet diz que o recente presidente eleito no Brasil é do signo de Áries. O sempre indiscriminado exagero de Júpiter fez parte disso e de forma contundente conclama todos para a luta.

Qual é sua luta? Seja qual for não a transforme numa guerra.

Mantenha-se inteligente e distante das fantasias que facilmente criamos. A harmonia pessoal é facilitada quando conseguimos fluir por meio de uma combinação de sentimentos e dados.

Peace & Love Ommm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *