INIBIÇÃO SENSORIAL

PRATYAHARA: intensa interiorização.

O Yoga é treinamento contínuo. A dualidade que nos envolve, os “sim” e “não” de todo momento, transporta a prática do Yoga para o cotidiano de nossas vidas.

Uma das técnicas que juntamente com mais sete compõe o sistema “óctuplo” do Yoga Tradicional, treina o “recolhimento”, a inibição sensorial.

Krishnamacharya Shanmukha / Sat Mukhi Mudra – Pratyahara

Chama-se “PRATYAHARA” que é o quinto “anga” (membro) do sistema.

Na ordem, os oito angas são:

1 – Yama (observância moral)

2 – Niyama (autodomínio)

3 – Ásana (postura)

4 – Pranayama (controle da respiração)

5 – PRATYAHARA (inibição sensorial)

6 – Dharana (concentração)

7 – Dhyana (meditação)

8 – Samadhi (êxtase)

O recolhimento de que fala não é em si um distanciamento, nem mesmo algo como se manter numa redoma espiritual ou permanecer só no alto da montanha. Tão pouco se compara a manter os olhos no próprio umbigo.

Ao contrário, Pratyahara exclui a ideia de separação. Trata da habilidade de controlar a consciência e virmos a direcionar nossa atenção para o que realmente importa no pleno autodesenvolvimento como pessoa. Seu exercício expande a consciência, a desenvolve, facilitando o autocontrole ágil – e inteligente – das emoções e sobre a mente; faz de nós de fato humanos.  

Esse aprendizado capacita o praticante do Yoga a avançar nos demais membros do sistema :

  • Concentrar-se que exige demasiada disciplina para nos manter no momento presente;
  • Meditar, o estado de completa entrega na infinitude desse momento;
  • E uma vez lá, o êxtase, a comunhão absoluta com o Si Mesmo transcendental, eterno e único.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *